Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Um poema de França



Cadê o seu cartão?
Não tem cartão?
Ponha um carimbo de LIVRE PASSE
na sua identidade
E passe e repasse sua trajetória
É lícito. Não é usual
Grite o seu pensamento
Esparrame sua dor
Multiplique o alarido
Pra que não descanse em paz
o seu opressor

(França)

Nota do SENCPMGRITO:
Fui amigo de França, a quem fui apresentado pelo poeta Erickson Luna, em 2004. Poucos meses antes do seu falecimento nos encontramos no Bar do Seu Hélio, na rua Mamede Simões, na Boa Vista. França estava concedendo uma entrevista, no Bar Central, na mesma rua, para um documentário.
No meu poema "Réquiem para minha morte" relembro um pouco da nossa saudosa amizade.
(Itárcio Ferreira).

Mais informações sobre o poeta França no Poeminflamado.