Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

Mercado da Boa Vista, poema de Aldo Lins


Levanto-me neste dia que amanhece
E atravesso o Portal de ferro
E as pilastras: "maças portuguesas"
Símbolos dos leilões de sombras.

Onde Já se foi mercado de escravos
Hoje vende-se cravos e canelas,
Cereais, legumes, frutas, carnes e ervas
Para Eva ou Maria; "maças brasileiras".

A fachada estilo Neo-Clássico
Fala por si a sua música e poesia.
Construído para ser o cemitério
Da antiga capela da Santa Cruz.

Os mal tratados pela vida
Boêmios, mobílias e dinossauros
Desenham as diversas cores dos pratos
Em pileques homéricos repletos de luz.

Na Ribeira da Boa Vista
Meu coração poema inacabado
Solve os acordes de um pinho
Entre pombos na praça de alimentação.