Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

MEDIDA


O poema deve ter a medida certa,
deve servir ao seu tempo,
             estar vivo
             e ser real.

O poema, pelo menos nos dias de hoje,
não deve sonhar,
mas lutar,
que suas palavras,
quando lidas em voz alta
             pelos oprimidos,
penetrem nas cabeças
dos ouvintes
e lá se alojem como balas.

Mas o poema não deve matar,
e sim impedir a morte,
e sim impedir a injustiça.

O poema, nos dias de hoje,
deve ter a medida certa,
             exata,

             como o metro.


(Itárcio Ferreira)