Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

sábado, 26 de março de 2016

CLARINHO, poema de Miró


Joguei todos os meus sonhos
medonhos
no mar
e agora espero novas ondas
com seios morenos
espuma do mar
saia branca das sereias
cansadas de amor
Areia,
palco de luz
espelho do céu
vem dormir comigo
neste quarto sem portas
Trincos de caracol
para enfeitar a lua
Hoje à noite
irei dormir no mar
Vou despertar os deuses
do amor
que foram náufragos
em meus sonhos medonhos
vou dormir no mar
Hoje vou ser
claramente
um negro.