Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

BATALHA


Há um oceano dentro de ti
       que não consigo vencer
       (as ondas, as correntes, as tempestades,
       o monstro que não existe...)
       com minhas braçadas de ferro. 

Meus músculos cansam ao tentarem
                    dominar teu peito
                    a nado livre,
são frágeis ao te envolver.

Sou como o filho
       que não se fez,
o espermatozóide que não venceu
       a batalha
       no líquido materno,
       mar bravo.