Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

sábado, 25 de outubro de 2014

Brigitte Bardot, o poema



Encontrar uma lâmpada mágica
Numa loja de antiguidades
Na minha cidade da infância
Implorar ao gênio moreno
Um único desejo apenas
Ao invés dos três oferecidos:
Acordar no colo quente e macio da Brigitte Bardot.

O melhor dos sonhos
É sempre um grande pesadelo
Quando imaginamos que são reais
Os momentos mais loucos dos beijos:
Despertar sem o ardor da boca vermelha da Brigitte Bardot.

Cientistas loucos
Escritores de utopias e distopias
Clamo do alto dos meus mais sinceros desejos
Inventem logo a máquina de viajar no tempo
Quero voltar aos braços de Juliette
E, velho ridículo:
Rever urgentemente os pés desnudos da Brigitte Bardot.