Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

terça-feira, 11 de junho de 2013

CARL SAGAN & OCTÁVIO PAZ: UM VÍDEO E UM POEMA





Sou do tempo em que TV retransmitia, todo sábado pela manhã, um programa do Carl Sagan, eu não perdia nenhum.

Vendo o vídeo postado, fiquei emocionado, um verdadeiro poema. Imediatamente lembrei-me de uma poesia, lindíssima, do poeta mexicano Octavio Paz, Prêmio Nobel em 1990.

Com prêmio ou sem prêmio ele sempre foi, e será, um excelente poeta.

Centenas de escritores que mereciam o prêmio, não o receberam, cito aqui, p. ex., dois brasileiros, os geniais Guimarães Rosa, mineiro, e Osman Lins, pernambucano.

Curtam, o vídeo e o poema!



IRMANDADE

Sou homem: duro pouco
e é enorme à noite.
Mas olho para cima:
as estrelas escrevem.
Sem entender compreendo:
Também sou escritura
e neste mesmo instante
alguém me soletra.

(Octavio Paz)


Do blog do poeta Carlos Maia

Herdeiro de Erickson Luna e França