Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

domingo, 13 de setembro de 2015

Os Geniais “Cabeças Chatas”

Ednardo, Teti, Rodger...tantos e tantos outros.
Ednardo, Teti, Rodger…tantos e tantos outros.
“Era miragem 

Fantasia de um mundo blues

E eu fui chorar 

Na areia Dorothy L’amour 

Por que sangrar 

Meu nativo coração do sul 

Ah eu fui naufragar 

Em teus olhos de mar azul”
Uma vez cearense, eternamente cearense, nossas músicas, nossos poetas, menestréis incríveis, a maioria desconhecidas por essas bandas de cá, com suas criatividades, de andar em bando, uma identidade de raiz, para nos proteger e poder rir livremente, fazer gozação, sem peso do preconceito ou sem se preocupar com censura.
Uma sequência de músicas e poesias apenas para iniciados no bom Ceará, para celebrar a música da sexta, atiçar minha saudade de casa, a primeira casa, do pó de onde vim, que não apaga pelos anos, pelos lugares idos, visitados ou vividos. O blues e jazz era influência marcante de uma garotada que cantava nos bares da Fortaleza no início dos anos de 1970.
Clássicos que são imortais e voltamos sempre a eles.

Ednardo – DOROTHY LAMOUR  (Petrúcio Maia e Fausto Nilo)

Petrúcio Maia e Teti - FRENESI (Fausto Nilo)


QUINTETO AGRESTE FORTALEZA MEU XODÓ


Cavalo Ferro – Ednardo, Teti, Rodger Rogério