Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

domingo, 4 de janeiro de 2015

A SEMANA


Segunda-feira
Cara amarrada refletida espelho.
No trabalho, as mesmas conversas da segunda-feira passada, e olhem que serão mais de 300 segundas, até a provável aposentadoria. 
Os casados, as mesmas rotinas: cachorro, crianças, cervejas, a falta de sexo e o bom futebol.
Os solteiros, uma vida de fazer inveja, embora haja um pouco de exagero nas aventuras, mesmo assim os casados ficam babando!

Terça-feira
Há sempre uma chamada no e-mail corporativo sobre algum evento ligado ao trabalho. 
Os novatos ficam excitados, os veteranos entediados.
Afinal, temos a desculpa de que a fabricação dos hormônios vai ficando cada vez mais comprometida e sua baixa produção no organismo detonam qualquer desejo.
E a irritação é nossa fiel companheira.
O Viagra?
Com certeza não resolve o problema da falta da libido.
A semana mal começou e os velhos já estão pensando nos netos. 
Os novatos, nas nossas netas.

Quarta-feira
A única euforia da quarta é a aproximação da sexta.
É o meio da semana.
Antigamente o vazio era preenchido por um esquenta para a sexta.
Agora temos dentista, cardiologista, dermatologista, urologista, psiquiatra, ufa!
Apenas uma desculpa para não confessarmos que se enchermos a cara na quarta, na quinta não há trabalho?
Talvez, não; algumas vezes, sim.
Os novatos já nem nós convidam mais. 
Se estivermos interessados, temos que nos oferecer, o que é raro.

Quinta-feira
É o pré-paraíso. 
Produzir mal na segunda...
Foi por causa do tédio e do estresse no domingo.
Produzir mal na terça...
Com certeza foi pela tensão da segunda.
Não se esquecer de tomar o Atenolol, isto é i-m-p-r-e-s-c-i-n-d-í-v-e-l.
Produzir mal na quarta...
Estamos de saco cheio da rotina.
Ninguém é de ferro.
O salário tá uma merda.
Prá provocar, o dono da empresa nos mandou um cartão da sua última viagem a Europa...
E a mulher dele é um pitel...
Produzir mal na quinta...
É a ansiedade pela proximidade da sexta.
O eterno retorno existe?
Me diz que não Frida!
Produzir mal na sexta...
É resultado da abstinência alcoólica!
Uma semana toda de trabalho...

Sexta-feira
Deixar tudo para a segunda.
A empresa está bem.
Sempre demitindo e contratando.
Nossos salários péssimos.
Não reclamo dos impostos que pago.
Mas uma reforma tributária seria bem justa.
Pago o mesmo percentual de impostos que o diretor de finanças que tem uma lancha, uma casa de praia e uma amante.
Nem amante eu tenho!
Sonhos:
uma auditoria da dívida pública;
que a nova estagiária do setor de contabilidade me desse bola, apesar de minha barriga de cerveja;
que meu time, o Santa Cruz Futebol Clube, não caísse para a série C.

Sábado
Ver os netos.
Mentir para a esposa que estou com dor de cabeça na hora do sequiçu.
Depois de bêbado, sonhar com a estagiária do setor de contabilidade, que nem me dá bom dia.
Comer uma pizza com cerveja e esperar o chato do domingo chegar, junto com aquele querido cunhado.

Domingo
Não dá para fazer nada, né?
Dormir à tarde, roncar...
Uns peidos para as tripas não darem um nó...
No máximo esperando a segunda-feira chegar.


(Itárcio Ferreira)