Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Solidão absoluta, poema de Paulo Jonas de Lima Piva


 Quando eu ficar sozinho
 da solidão mais absoluta
 sem pai, mãe
 sem cachorro nem lembranças
 sem o amor que nunca conheci
 só me sobrarão letras
 e a certeza da morte
 em qualquer rua ou asilo
 é quando vou precisar de Drummond
 é quando vou fugir com Kerouac
 é quando terei de entupir minha cabeça com discursos e versos
 já que não terei amigos
 nem filhas dedicadas
 não saberei mais conversar nem dar risada
 pois a solidão será absoluta
 daquelas de penumbra
 mofadas, silenciosas
 de remédios e copos d'água sobre o criado-mudo
 daquelas que só permitem
 livros.




 Visitem o site do poeta: O Pensador da Aldeia