Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

quinta-feira, 27 de agosto de 2015

DIDÁTICO, poema de Itárcio Ferreira

Não escrevo poemas assim
displicentemente
como quem diz alô
a quem passa
ou como quem beija a boca
da amada de longas datas.

Por mais natural
que se queira parecer,
prender o poema
tem algo de ritual.

Não o escrevo assim,
no seco, 
sem ser medido,
o poema tem seus caprichos.

Mas
não o escrevo também
como um técnico ou burocrata,
sem emoção. 

O poema tem algo
de inspiração.


Itárcio Ferreira