Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

terça-feira, 3 de setembro de 2013

DESCULPA, MAS COMO NÃO TE AMAR?



                 
Desculpa, mas como não te amar?


Tua voz é canção,

às vezes erótica, às vezes de ninar.



Teu olhar,

confundo-o sempre com o teu sorriso,

brilhantes.



Teu corpo... Ah o corpo!

O que faz teu corpo ser belo?

As formas?

Preciso ler mais Adorno!

O calor? Teus desejos secretos?



Desculpa, mas como não te adorar?


(Itárcio Ferreira)