Aos Mestres, com carinho!

Aos Mestres, com carinho!
Drummond, Vinícius, Bandeira, Quintana e Mendes Campos

sexta-feira, 9 de julho de 2010

IMPROVISO PARA OS SEM-TERRA


                 

Para o MST e Dom Pedro Casaldáliga


Que a terra,

mãe de todos nós,

seio generoso e abundante

que se oferece

para saciar a fome de seus filhos,

sejam quantos forem,

torne-se livre.



Precisamos agir,

pois, só se plantarmos, colheremos o fruto,

e gritar,

gritar a canção dos que se unem

e festejam a união

de caminhar num só sentido de lutas

e esperanças.



Que a terra seja liberta das cercas

que ferem as mãos calejadas dos homens.


Precisamos plantar,

não grilhões,

mas a árvore do alimento

             e do amor,

porque a fome é a primeira barreira

             a vencer,

e com a sua derrubada

o amor fluirá do homem,

companheiro nosso

na luta pela alegria,

             como um olho d’água vazado

             que forma um rio.



E a alegria é justiça e pão,

e a justiça e pão é paz,

             e a paz é o amor e o amor é Deus,

e Deus é a terra sua criação,

e a terra é de todos.



(Itárcio Ferreira)

                                                      1989